Biografia Clássica - Lara Croft BR

Biografia Clássica

Lara Croft, filha de Lord Henshingly Croft, nasceu na Inglaterra do dia 14 fevereiro 1968. Ela foi criada para ser um aristocrata desde seu nascimento, e vivia em luxo distante do mundo lá fora. A partir dos 3 anos, Lara começou a sua aprendizagem com um professor particular. Lara estudou na escola Wimbledon para meninas de até 11 anos de idade.

Aos 16 anos seus pais decidiram que ela deveria ampliar sua formação estudando em Gordonstoun, uma das escolas mais importantes da Grã-Bretanha. Um dia Lara se deparou com uma cópia da National Geographic sobre a mesa do salão. A capa apresentava um nome familiar – Professor Werner Von Croy. Um arqueólogo respeitado, Von Croy outrora lecionou na escola de Lara para alunos e pais.

A experiência teve um profundo efeito sobre Lara, provocando um desejo de viajar para locais remotos em busca de aventura. De alguma modo Von Croy tinha se tornado uma figura inspiradora para Lara. Lendo mais, ela soube que Von Croy estava se preparando para um passeio arqueológico em toda a Ásia, culminando em um novo potencial de descoberta a ser feita no Camboja. Sem poder deixar esta oportunidade, Lara estourou o quarto, colocou o artigo na frente de seus pais e sem hesitação exigiu que acompanhasse Von Croy em sua expedição.

Lord Croft não poderia discordar que a viagem poderia ser educativa. Como Lara defendeu sua causa, caminhou até a mesa e escreveu uma carta para Von Croy. Ele se apresentou como uma figura influente da sociedade e ofereceu ajuda financeira em troca de colocar sua filha na expedição. Von Croy em resposta assegurou á Henshingly Croft que os territórios eram amigáveis e que tinha ampla experiência para cuidar de Lara e seu bem-estar.

A companhia de Lara como assistente seria bem-vinda, assim como um cheque muito generoso. Ele relembrou de Lara em sua palestra – suas incessantes perguntas deixaram uma impressão para ele. E assim afirmou a todos que Lara acompanharia Von Croy em sua expedição.

Após frequentar uma escola suíça até os 21 anos de idade, o casamento de Lara parecia assegurado, até que um dia, no caminho para casa após suas férias de esqui, seu avião fretado caiu no coração das montanhas do Himalaia. Lara provavelmente deveria ter morrido ali, assim como a maioria das pessoas, mas em vez disso, ela aprendeu a depender de seu juízo para permanecer viva em condições hostis de um mundo longe de sua infância protegida.

Duas semanas mais tarde, quando ela entrou na aldeia de Tokakeriby suas experiências tiveram um profundo efeito sobre ela e o processo transformou-se tão bem. Sua odisséia no Himalaia foi tanto milagrosa e esclarecedora, que ela não só sobreviveu, como ganhou uma perspectiva sobre si mesma e do mundo que fez o seu passado parecer superficial e ingênuo. Fora da escuridão de seu calvário, viu o seu futuro refletido em uma luz diferente.

Ela sentiu profundamente que havia mais para ela nesta vida do que sua toda a sua existência mimada, que se tornara seu hábito de entorpecimento. Ela percebeu estava verdadeiramente viva quando estava viajando sozinha. Durante os oito anos seguintes, ela adquiriu um profundo conhecimento das civilizações antigas em todo o globo. Sua família logo renegou sua filha pródiga, esperando que ela se casasse com o Conde de Farrington. Ela teve que voltar a escrever para financiar suas viagens.

Famosa por descobrir vários locais antigos de profundo interesse arqueológico e ganhando alguma notoriedade por ter matado um “pé grande” real na América do Norte, fez um nome para si mesma através da publicação de livros de viagens e diários detalhados de suas façanhas.

Lara Croft se tornou uma investigadora de grandes e pequenos mistérios, e sua busca continua até hoje.